INVESTIGAÇÃO

Mãe impede que filho de dois anos seja raptado em escola infantil

Mãe impede que filho de dois anos seja raptado em escola infantil

Caso segue sendo investigado, sem pistas até o momento

Caso segue sendo investigado, sem pistas até o momento

Publicada há 2 anos

Da Redação

Os pais de um menino de dois anos, aluno de uma escola de educação infantil municipal, na Vila Diniz, procuraram a Central de Flagrantes de Rio Preto nesta segunda-feira para denunciar um caso de falsa identidade.

O boletim de ocorrência foi registrado pelo pai do garoto, um funcionário público estadual, de 41 anos, residente no Mansur Daud. Conforme o registro policial, somente ele, sua esposa e avós paternos têm autorização para retirarem a criança da escola.

No último dia 12, por volta das 17h45, a mãe foi buscá-lo e flagrou uma desconhecida, aparentando 45 anos, forte, pele branca, com aproximadamente 1,65 m de altura, com cabelos curtos e pretos, com camiseta verde com estampa de flores e calça capri escura, a qual acompanhava o menino na direção da saída da escola.

Ao perguntar porque o filho estava chorando, acreditando que a mulher era funcionária do colégio, teve como resposta que havia brigado com outros alunos e tinha sido repreendido pela professora.

No dia seguinte, ao levar o menino para a escola, a mãe descobriu pela docente que a mulher havia se apresentado como avó e iria levá-lo embora.

Caso segue sendo investigado, sem pistas até o momento.


Fonte: DHoje Interior

últimas