RIO PRETO

Homem sequestra, agride e estupra sua ex-companheira

Homem sequestra, agride e estupra sua ex-companheira

Essa é a segunda ocorrência registrada desde a madrugada de a última segunda-feira, dia 6

Essa é a segunda ocorrência registrada desde a madrugada de a última segunda-feira, dia 6

Publicada há 2 anos

Da Redação

Policiais militares prenderam um ajudante de padeiro, de 37 anos, em flagrante por descumprimento de medida protetiva, lesão corporal, violência doméstica, sequestro e estupro. O fato aconteceu na madrugada dessa quarta-feira, dia 8. A vítima é sua ex-companheira, de 51 anos.

Segundo informações do boletim de ocorrência, registrado pelo filho da vítima, ele chegou em casa e encontrou o portão arrombado, a porta aberta e a televisão ligada, mas não encontrou a mãe. Ao sair para procurar, ele foi informado por um vizinho que viu quando o acusado entrou na casa e saiu com a vítima, a segurando pelos cabelos. O declarante solicitou ajuda por meio do 190, mas foi orientado a procurar pela mãe no local indicado e só depois retornar a ligação. Ele foi então até a Central de Flagrantes e, em companhia dos policiais, seguiu até a casa do acusado, onde flagraram o ajudante de padeiro estuprando a vítima.

A vítima contou aos policiais que o ex-companheiro invadiu sua casa e a tirou a força do imóvel, sendo puxada pelos cabelos e, quando tentava pedir socorro, era agredida com socos e mordidas na boca. Ela ainda foi agredida no quintal da casa do acusado e em seguida levada ao quarto, onde foi estuprada enquanto era ameaçada com um garfo no pescoço. Segundo ela, tudo começou quando o ajudante de padeiro recebeu a notificação de uma medida protetiva solicitada contra ele.

Encaminhado para a Central de Flagrantes, o acusado disse que estava em sua casa tendo relações com a mulher quando a polícia chegou. Disse ainda ter recebido a notificação da medida protetiva, mas negou que o ato não era consensual. Ele teve a prisão em flagrante decretada e foi levado à carceragem da DIG/Dise, onde permanece à disposição da Justiça.

OUTRO CASO

Outro caso de estupro foi registrado na madrugada da última segunda-feira, dia 6. Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima, uma mulher de 26 anos, tomou remédios para dormir e só acordou quando o autor da agressão, que é seu vizinho, já estava em cima dela. O acusado, de 26 anos, teria aproveitado a saída do marido da vítima para pular o muro e entrar na casa. Como havia tomado remédios para dormir, a mulher só acordou quando o homem já estava em cima dela, a estuprando, então ela gritou. 

Ao acionar a polícia, a vítima disse que o homem que a estuprou era seu vizinho e que estava vestindo um moletom azul e vermelho com símbolo de um time. A polícia, ao chegar na casa do suspeito, percebeu que o portão estava encostado e a luz do imóvel estava acesa. Informado sobre o motivo de estarem alí, o jovem negou o ocorrido. Os policiais encontraram no imóvel um moletom com as mesmas características descritas pela vítima. Diante do fato o acusado disse que tinha feito o uso de muita cocaína e que não se lembrava de ter ido até a casa da vizinha. Vítima e acusado foram levados até a Central de Flagrantes, onde foram ouvidos.

A vítima representou criminalmente contra o jovem e foi encaminhada ao Hospital da Criança e Maternidade (HCM) de Rio Preto para fazer um exame de corpo de delito. O jovem recebeu voz de prisão pelo crime de estupro e foi encaminhado à carceragem da DIG/Dise, onde permanece à disposição da Justiça.


Fonte: Gazeta de Rio Preto



últimas