POLÍTICA

Autorizada a construção de aeroporto internacional de R$ 100 milhões na região

Autorizada a construção de aeroporto internacional de R$ 100 milhões na região

Aeródromo terá homologação para voos internacionais e visa o turismo

Aeródromo terá homologação para voos internacionais e visa o turismo

Publicada há 1 mês

R$ 100 milhões!

Eis a quantia estimada para a construção do aeródromo da turística cidade de Olímpia e que foi, finalmente, autorizado pela União, através da Secretaria Nacional de Aviação Civil, na última segunda-feira, 14.

O local já estava estrategicamente escolhido: entre Olímpia e Guapiaçu (a 30 quilômetros de Rio Preto e a 20 quilômetros de Olímpia), em área marginal à Rodovia Assis Chateaubriand e deve abrir a maior pista de pouso e decolagem da região noroeste paulista: com 2.250 metros de comprimento por 45 metros de largura. O aeródromo rio-pretense tem 1.640 metros de comprimento por por 35 de largura.

E tem mais: será internacional!

Tais dimensões de pista permitirão que os principais aviões comerciais que operam no continente — Airbus A320 e Boeing 737 — operem sem limitações de peso e capacidade no local, um dos problemas enfrentados em Rio Preto.

Segundo o governo municipal olimpiense, todo o projeto deve ser executado com recursos da iniciativa privada e estar concluso e operante em 2026.

Lembrando que pelos dados de 2019, o último ano "normal", Olímpia, com 55 mil habitantes, recebeu quase 3 milhões de turistas.

Enquanto isso...

  • O Diário Oficial da União de hoje, 15, publicou portaria do Ministério de Infraestrutura autorizando a reabertura do aeroporto de Jales para pouso e decolagens, após um recapeamento de R$ 750 mil feito pelo atual governo municipal.
  • O vereador fernandopolense Julinho Barbeiro publicou em sua página no Facebook imagens do aeroporto municipal "Coronel Aviador Carlos Orleans Guimarães ", afirmando que o local está recebendo melhorias patrocinadas pela iniciativa privada.


Vereadores rejeitam identificação de infectados pelo Coronavírus com pulseiras

E o polêmico projeto apresentado pela Prefeitura de Jales, de identificar , por meio de uma pulseira, todas as pessoas com suspeitas, confirmação ou sintomas de Covid-19, acabou sendo rejeitado pela maioria dos vereadores em sessão ordinária ocorrida na segunda-feira, 14.

O placar foi apertado: votaram a favor do projeto: Hilton Marques, Deley Vieira, Carol Amador e Elder Mansueli. Foram contrários Riva Rodrigues, João Zanetoni, Ricardo Gouvea, Andrea Moreto e Bruno de Paula.

últimas