PRISÃO

DISE de Votuporanga prende maior traficante de anabolizantes de SP

DISE de Votuporanga prende maior traficante de anabolizantes de SP

Ele também é apontado como um dos principais fornecedores desse tipo de produto no país

Ele também é apontado como um dos principais fornecedores desse tipo de produto no país

Publicada há 4 meses

Polícia Civil prende maior traficante de anabolizantes de SP - Polícia Civil

Foram 12 meses de investigação até a prisão ser concretizada - Foto: Reprodução

Da Redação/SBT Interior

Foram 12 meses de investigação até a Polícia Civil de Votuporanga (DISE) prender um homem apontado como o maior traficante de anabolizantes do estado de SP. O comércio ilegal ocorria na cidade de Votuporanga, cerca de 500 km da capital São Paulo, e se espalhou por todo o Estado e desdobrou para o país todo, segundo informações da Polícia Civil que conseguiu identificar e prender o chefe do esquema criminoso.

As investigações tiveram início com a apreensão de uma caixa contendo ampolas de anabolizantes enviada por meio de transportadora. Na sequência, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas cidades de Votuporanga (SP) e Parisi (SP), onde também foram apreendidos anabolizantes, receituário médicos, aparelhos celulares. Nesse caso, a pericia já constatou que as substâncias apreendidas eram anabólicos, alguns falsos, outros verdadeiros, mas todos em desacordo comercializados ilícita e irregularmente.

As investigações ganharam novos rumos e depois de alguns meses foi possível identificar o núcleo central do esquema criminoso, constatando que se tratava de uma organização criminosa centrada no Estado com logística que abastecia o Brasil inteiro. Foram identificados os principais suspeitos e então expedido os mandados de prisão preventiva. 

A primeira prisão foi em Votuporanga, outras prisões ocorreram na capital Paulista e Litoral, este último local era onde estava o principal suspeito, aqui identificado apenas com as iniciais do nome e sobrenome (T.A.de.O), conhecido como 'RATO', que passava temporada de fim de ano. O local se trata de um condomínio de luxo fechado. 

RATO foi preso e encaminhado para a delegacia da cidade de Ubatuba (SP). Um carro de luxo também foi apreendido (BMW, modelo X 6), avaliado em R$ 200 mil. O suspeito de chefiar a quadrilha mora na capital, em um apartamento de luxo no bairro do Morumbi, de onde comandava a organização criminosa. O esquema era feito por meio de um forte esquema de controle e envio dos anabolizantes via Correios e transportadoras.

Uma mulher, identificada como L.B.S., encontra-se foragida, mas com mandado de prisão preventiva já expedido pelo Poder Judiciário. Ela era responsável pelo acompanhamento das mercadorias enviadas aos clientes através dos códigos de rastreio. A Polícia Civil estima que somente L.B.S., uma das funcionárias de RATO, enviava mais de 100 códigos de rastreio por dia, ou seja, só ela era responsável pelo envio diário de mais de 100 embalagens contendo anabolizantes, o que demonstra o grande volume de mercadoria vendida e a gigantesca movimentação financeira da organização criminosa.

Até agora 2 pessoas foram presas, sendo 2 homens, um o chefe do esquema e o outro um dos de seus revendedores. 


Fonte: sbtinterior.com

últimas