POLÍTICA

Pesquisa Presidência BR: Bolsonaro sobe, Lula cai mas mantém liderança; 3ª via sangra

Pesquisa Presidência BR: Bolsonaro sobe, Lula cai mas mantém liderança; 3ª via sangra

Terceira via sangra com candidaturas registrando, no máximo, 2% das intenções de votos

Terceira via sangra com candidaturas registrando, no máximo, 2% das intenções de votos

Publicada há 3 meses

O DataFolha divulgou ontem, 24, nova pesquisa eleitoral nacional com dados sobre a disputa presidencial. A prévia ratificou dados publicados anteriormente por outros institutos que apontam para crescimento da recandidatura Bolsonaro (PL) e queda (ou estagnação) de Lula (PT).

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 43% das intenções de votos, seguido por Bolsonaro com 26%. Na terceira colocação surge o ex-ministro Sergio Moro (Podemos) com 8%, em empate técnico com o ex-governador Ciro Gomes (PDT) com 6%.

A terceira via figura apenas na terceira posição, com índices muito abaixo da expectativa e é liderada pelo deputado federal André Janones (Avante) e pelo governador paulista, João Doria (PSDB), empatados com 2%.

A seguir estão a senadora Simone Tebet (MDB) e os pré-candidatos Vera Lúcia (PSTU) e Felipe d’Avila (Novo) empatam com 1%.

A pesquisa foi originalmente publicada pela ‘Folha de São Paulo’, sendo registrada no TSE sob número BR-08967/2022, tendo entrevistada 2.556 presencialmente e com margem de erro de dois pontos percentuais.

Comparativo

Na pesquisa DataFolha anterior (dezembro de 2021), Luiz Inácio tinha 48% das intenções de votos (queda de 5%) e Bolsonaro 22% (crescimento de 4%). Na pesquisa espontânea (quando não é apresentado o rol de pré-candidatos), Lula registra, agora, 30% (era 32% em dezembro) e Jair tem 23% (era 18%).

Enquanto isso...

  • Na disputa paulista, o ministro Tarcísio de Freitas confirmou que se filiará ao Republicanos para tentar o Palácio dos Bandeirantes. A ministra dos Direitos Humanos Damares Alves vem junto. Ele é, atualmente, o terceiro colocado nas pesquisas de intenção de votos.
  • O Republicanos, através do presidente Marcos Pereira, vinha negociando, há tempos, apoio à candidatura do vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB). Garcia deve, em se confirmando a renúncia de João Doria no próximo dia 02, assumir o governo paulista.
  • Após a desistência de Guilherme Boulos (PSOL), que será candidato a deputado federal, agora é a vez do ex-governador Márcio França (PSB). Aventa-se a possibilidade dele retirar sua candidatura governamental e também concorrer à Câmara dos Deputados. Isso desde que o PT garanta apoio do partido na disputa pela presidência da Câmara contra Arthur Lira (PP).

últimas