JUSTIÇA

Policial acusado de matar morador de rua vai a juri popular em Rio Preto

Policial acusado de matar morador de rua vai a juri popular em Rio Preto

A expectativa é que o juri deva durar pelo menos dez horas

A expectativa é que o juri deva durar pelo menos dez horas

Publicada há 1 mês

Policial acusado de matar morador de rua vai a juri popular em Rio Preto  - Reprodução

O crime aconteceu em uma praça chamada Figueira, que fica ao lado de uma das avenidas mais movimentada da cidade - Foto: Reprodução

Da Redação/SBT Interior

Alexandre Mendes será julgado nesta quinta-feira (5) por um juri popular no Fórum de Rio Preto (SP), ele é acusado de matar um morador de rua em fevereiro de 2014, no bairro Santa Cruz, região central da cidade. A expectativa é que o juri deva durar pelo menos dez horas.

Segundo o Ministério Público, Alexandre foi denunciado por homicídio duplamente qualificado, dano qualificado, constrangimento ilegal, fraude processual, disparo de arma de fogo e abuso de autoridade. Também vai passar por júri popular Adriano da Rocha, que responde como corréu e foi denunciado por fraude processual.

O crime aconteceu em uma praça chamada Figueira, que fica ao lado de uma das avenidas mais movimentadas da cidade, avenida Alberto Andaló. Tudo aconteceu quando o PM Alexandre expulsou alguns moradores de rua que ficavam na praça. O local era conhecido como ponto de dormitório dos moradores de rua.

Um dos moradores, Bruno Alves de Campos, se recusou a sair da praça e atirou pedras no policial, depois correu. O PM foi atrás e poucos metros dali, atirou na cabeça do morador de rua. O policial ainda teria tentado alterar a cena do crime colocando uma faca na mãe do morador de rua para alegar legítima defesa. Adriano da Rocha confirmou a versão do policial, que foi desmentida por outras testemunhas, inclusive por uma jornalista que fazia a cobertura dos fatos.


Fonte: sbtinterior.com

últimas