PRISÃO

Polícia Civil prende suspeito de matar idoso com golpes de enxada

Polícia Civil prende suspeito de matar idoso com golpes de enxada

Vítima de 65 anos foi assassinada pelo vizinho após uma confraternização

Vítima de 65 anos foi assassinada pelo vizinho após uma confraternização

Publicada há 2 meses

Polícia Civil prende suspeito de matar idoso com golpes de enxada no interior de SP - Reprodução/ SBT Interior

O crime aconteceu na madrugada do dia 24 de agosto - Foto: Reproução

Da Redação/SBT Interior

A Polícia Civil de São José do Rio Preto prendeu o suspeito de matar, com golpes de enxada, um idoso de 65 anos no distrito de Talhado. O crime aconteceu na madrugada do dia 24 de agosto deste ano, no quintal da casa da vítima, que fica de frente para a casa do vizinho.

Segundo informações da Divisão Especializada em Investigações Criminais (Deic), a Delegacia de Homicídios apurou que ouviu o vizinho da vítima, que deu informações desconexas. O homem já era considerado suspeito desde o dia em que o corpo foi encontrado.

De acordo com a Deic, as suspeitas surgiram quando o criminoso foi ouvido e disse que, na noite do crime, ele teria dormido com o ventilador ligado, mas que havia recolhido os cães para dentro da casa por causa do frio que estava fazendo. O suspeito também disse que havia mexido em sua enxada. Para a polícia, a declaração serviu para justificar suas impressões digitais no equipamento.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, uma testemunha teria dito aos investigadores que havia ingerido bebidas alcoólicas com a vítima e o vizinho, na casa dele, e que todos estavam confraternizando. No entanto, quando o idoso ficou sozinho com o suspeito, foi assassinado com um golpe de enxada.  

Ao ser interrogado, o criminoso afirmou que utilizou as costas da enxada para atingir a vítima - o motivo seria para "não estragar o corte" do equipamento. Ele também perdeu o aparelho celular entre o corpo da vítima e sua casa.

O homem está preso preventivamente na carceragem da Deic e será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP).


Fonte: sbtinterior.com

últimas