ESPORTE

Campeonato de Judô Sensei ‘Mazinho’ acontece neste sábado, 26, em Fernandópolis

Campeonato de Judô Sensei ‘Mazinho’ acontece neste sábado, 26, em Fernandópolis

Evento homenageia um dos grandes nomes do esporte fernandopolense

Evento homenageia um dos grandes nomes do esporte fernandopolense

Publicada há 2 meses

Campeonato de Judô Sensei ‘Mazinho’ acontece neste sábado, 26, em Fernandópolis

SECOM - Prefeitura de Fernandópolis

A Associação de Judô de Fernandópolis presta uma grande homenagem neste sábado, 26, a um dos maiores nomes do esporte local. O 1º Campeonato Fernandópolis ‘Sensei Mazinho’ homenageia o ‘eterno’ Osmar Aparecido Feltrin, que foi o grande idealizador e, por mais de 40 anos, conduziu a entidade no município.

A competição acontece a partir das 9h30, no ginásio de esportes Beira-Rio, com entrada gratuita. A expectativa é reunir vários judocas de cidades da região, em especial, ex-alunos do professor Mazinho. “Mazinho se dedicou muito ao esporte, sendo um apaixonado pelo Judô, ele não media esforços para ajudar o próximo sendo muito respeitado e admirado por todos”, destacou o secretário municipal de Esportes e Lazer, Humberto Cáfaro.

Osmar Aparecido Feltrin - Mazinho

Iniciou sua carreira no Judô aos 13 anos de idade. Fundou em 1980 a Associação de Judô de Fernandópolis, treinando cerca de 10 mil alunos em aproximadamente 40 anos da Associação. Era conhecido por pregar a hierarquia, disciplina e o respeito entre os atletas.

Uma de suas principais bandeiras junto aos alunos, principalmente as crianças e adolescentes, era a Educação. Ele sempre dizia “Como você tira um menino e uma menina do caminho errado, se não estiver dentro do esporte e principalmente se não estiver estudando? Esses dois pilares precisam estar juntos e o Judô tem um papel fundamental nesta disciplina. Mesmo aquela criança que não vai continuar treinando, sempre digo, continue bem nos estudos”. (palavras do saudoso Mazinho em antigos materiais produzidos pela Imprensa de Fernandópolis).

Mazinho nos deixou em 11 de janeiro de 2020.

últimas